Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


EU E AS MINHAS SKINNIES

por LA DIVA, em 31.10.14

Esta pode bem ser uma relação duradoura, se escolhermos o par ideal para a nossa silhueta.

1.jpg

As calças estreitas, terminando um palmo acima do tornozelo regressaram às catwalks. Já nos habituámos a associá-las a uma ideia de versatilidade. Resta-nos agora experimentá-la.

 

É certo que se adaptam a qualquer estilo. Mais: são ferramentas preciosas na composição do estilo pessoal. Porém, há sempre que avaliar o que vemos.

 

Os corpos magros das modelos das passerelles são a hidráulica do mecanismo que dá vida à fantasia.

2.jpgSemana da ModaMilão 2014

 

Na transição do conjunto de que gostamos para o corpo que temos há que fazer acertos. Por exemplo, as proporções. Podemos ter uma cintura bem mais sexy que a maior parte das modelos das passerelles, mas sermos mais baixas, ou bem mais generosas de curvas. E as criações dos designers são impiedosas. Se não nos ficam bem, será difícil convencer os outros do contrário.

 

Olhe sempre para os pequenos pormenores.

Observe-os.

Depois, adapte-os à sua personalidade.

Ao seu corpo.

A elegância é SUA, não é da roupa, mesmo que seja a roupa desenhada por um Mago da Moda.

 

Inspire-se nos modelos que lhe mostro e recrie-os à sua medida.

É o que fazem todas as Divas.

As possibilidades de recriação são quase infinitas. Mas, não esqueça, os pormenores são importantes.

 

Comecemos pelas bainhas.

 

Podem ter uma pequeníssima dobra, mas devem deixar uma porção de canela à vista. Se os seus tornozelos são bonitos, abuse deles sem piedade. Mostre-os descaradamente.

3.jpg

Com sabrinas ou com botas curtas (ankle boots) e blusão de pele,

 

4.jpg

Com sapatos de saltos altos e meia curta e um blazer,

5.jpg

Com clutch ou mala de mão, para um estilo mais profissional,

6.jpg

Com camisola curta, para um estilo mais descontraído, ou

7.jpg

Um top sob um casaco de malha e uma echarpe em volta do pescoço como um colar,

para um estilo mais casual,

 

As skinnies adaptam-se a qualquer estilo.

E podem realçar a sua silhueta se aprender a explorar os seus pontos fortes, disfarçando aqueles de que não gosta.

 

Por exemplo, que fazer se as ancas lhe parecem demasiado largas? Ou demasiado estreitas?

Não se preocupe, há solução. Voltaremos a este assunto muito em breve.

publicado às 09:40

BOTAS PELO TORNOZELO LOUBOUTIN SEM PREÇO...PORQUE OLHAR NÃO CUSTA NADA

por LA DIVA, em 30.10.14

Christian LOUBOUTIN. No singular universo da moda, este é um nome e não há estrela que prescinda do brilho próprio que dele emana.

 

Deixo-vos, para inspiração, alguns exemplos de botas-pelo-tornozelo, ankle boots em língua inglesa, assinadas pelo genial criador.

 

clip_image002.jpg

 

Há, no entanto, que ter algum cuidado na escolha se a sua silhueta for do tipo torso longo & pernas curtas. Neste caso, evite usá-las com saias curtas, porque tendem a encurtar ainda mais a sua silhueta.

 

Se achar que está com uns quilos a mais, que pode sempre tentar eliminar com exercício físico e alimentação correta, evite-as também. Não a vão favorecer. Se, mesmo assim, fizer questão de as usar, bom... deixe ver... pode sempre tentar o truque do ‘desvio do olhar’. Obrigue as suas amigas a olharem para a mala, o colar ou os brincos. Assim, ganha tempo e diverte-se a perceber para onde, na verdade, as nossas amigas olham.

 

clip_image002.jpg

 

Com calças, já poderá usá-las à vontade. Até mesmo estas, de salto baixo com discreta cunha.

 

clip_image002.jpg

 

Se quiser parecer mais alta, as botas de salto alto são sempre indicadas. Mas avalie, primeiro, o impacto que os saltos poderão ter na sua coluna ou no modo como se movimenta. Nesse caso, os saltos compensados são uma excelente alternativa, sem prejuízo da elegância.

 

Escolha cuidadosamente a cor quando chegar o momento da compra. Aprecie sem receio todos os pares que achar bonitos. É para isso que existem as montras. Em seguida, imagine-se calçada com cada um dos pares que observou. Usá-los-ia todos os dias? Se sim, então comece a experimentar o primeiro. Vá declinando os que a fazem ‘torcer o nariz’ frente ao espelho, até restarem só dois pares.

 

Peça conselho à vendedora, mas esqueça-o se perceber que ela ainda percebe menos do assunto que você.

 

E não se importe de a maçar. Se for boa vendedora, é isso mesmo que ela deseja, poder servi-la de modo a que volte sempre à loja.

 

clip_image002.jpg

 

clip_image002.jpg

 

Finalmente, com os dois pares nas mãos, ou nos pés, um par de cada vez... não se decide, não é? Não faz mal, é sempre assim! Um-dó-li-tá.... fica este... & este também. Não?! Está bem... dos dois, escolha então o primeiro.

 

 Já está!

 

Agora, é só decidir-se com o que as vai usar:

 

publicado às 10:53


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D