Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O CRIME DOS CABIDES

por LA DIVA, em 16.10.14

clip_image002.jpg

 

El Divo está muito atarefado a escrever o seu artigo sobre a nutrição das modelos de moda.

Está a responder a uma leitora preocupada com o esqueleto mal educado e cheio de piercings que lhe saiu como filha adolescente.

Antes de começar a escrever, El Divo estava a olhar para o foto da Jessica Respondona Athayde em biquíni no desfile da Moda Lisboa.

Devia estar a tirar-lhe as medidas e a matutar no crime da rapariga. Por causa dela, agora tem de andar a escrever a mães preocupadas e a mulheres iradas.

Coitado, vai estar ocupado a manhã toda a escrever sobre aquilo.

 

Já aprendi uma coisa hoje com ele:

Nutrição é aquilo que se ingere diariamente à boleia dos alimentos. Não é o que os olhos ingerem quando olham para alimentos como a Jessica.

Por isso, há uma grande diferença, de tamanho, entre a rapariga modelo que se preocupa com a nutrição e a modelo bem nutrida.

 

Geralmente, esta última gosta de falar na proporção com que come. Esse é que é o crime.

Os cabides não falam.

Os cabides são assim uma espécie de movimento uniforme-militar ex-soviético, a desfilar num corredor oval de 30 metros.

Os cabides, depois do desfile, têm de voltar para o armário.

 

Os cabides, se abrem a boca, são fuzilados pela opinião pública, que é a coisa mais democrática que temos.

 

A Jessica é um péssimo cabide e, por isso, tem de levar dentadas e palmadas no rabo, que está mesmo a pedi-las, pelo que se observa.

 

Serve de exemplo a todos os cabides que queiram sair do armário sem licença.

Site Meter

publicado às 11:35



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D