Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



APRENDIZ DE FEITICEIRA

por LA DIVA, em 03.09.14

 

‘Diva, acho que não gosto muito de filmes antigos’, disse a Carlota a medo.

‘Não faz mal. Nem é suposto que gostes.’

 

O Feiticeiro de Oz (1939)

 

 

Fiquei a pensar que eu também não gostava de filmes antigos quando era pequena, apesar de os ter visto inúmeras vezes, na televisão, com a minha mãe.

 

Mas disse-lhe:

 

‘Os filmes estão lá para nos vermos. Assim como num espelho. Mas só uns anos depois o percebemos.’

 

A Carlota não percebeu lá muito bem a minha teoria. Nem onde é que ficava esse ‘lá’.

Lá, onde?, deve ela ter pensado.

Lá,lá, lá, lá, parece uma cantiga.

Mas não faz mal.

A Carlota vive num mundo em que os filmes podem ser vistos em qualquer lado, a qualquer hora...

Não, tenho de corrigir:

A Carlota vive em vários mundos, em que os filmes podem ser vistos em qualquer lado, a qualquer hora...mas tem de ser ela a escolher o filme que quer ver. E também a hora. Porque se ela ficar à espera que os filmes passem, eles vão passar, sim, mas tão depressa que ela não vai conseguir ver espelho nenhum.

 

O mundo em que a Carlota vive é tão divertido como andar na roda gigante. Mas se a roda rodar demasiado depressa também nos agoniamos.

 

E vomitamos.

 

As crianças vomitam muitas vezes. Ainda bem. Quer dizer que não guardam dentro delas tudo o que lhes impigem para comer.

 

Ficam doentes e deitam fora o que não presta.

 

A Carlota já não vai fazer mais pulseiras de plástico. Teve uma trabalheira para ganhar umas moedas, mas o negócio faliu mundialmente quando ela atingiu os 20 euros.

 

Há o negócio bom e o negócio mau. Este último dá cabo das nossas vidas, das nossas fantasias e temos de voltar ao mundo irreal.

 

‘A mãe leu uma notícia. Diz que faz cancro mexer naquelas pulseiras e acessórios de plástico. Fiquei com vontade de vomitar.’

 

Eu também.

Fiquei com vontade de vomitar com a velocidade a que a Carlota tem de viver. Numa hora, é princesa das pulseiras de plástico. Na outra, é uma criança empreendedora, na outra já corre perigo de vida. E na outra já viu tudo em cacos, porque as doenças são como as pragas, dão a volta ao mundo inteiro só para nos entrarem novamente pela janela. E isto tudo enquanto o diabo esfrega o globo.

 

Por isso, Carlota, porque vivo no mesmo mundo que tu, é que eu vejo filmes. Os filmes que eu decido ver. Para não me esquecer de quem eu sou.   

Um dia diva do clube Tupperware. No outro, top model de plástico, no outro aprendiz de feiticeira, no outro uma bruxa terrível...

 

Hoje, eu e a Carlota, e a Audrey também, vamos ver um filme da Disney,

 

OZ, the Great and Powerfull (2013)

 

 

E, depois, mostro à Carlota uma coleção de eye shadows da Sephora inspirada no filme. Sim, inspirada em Oz, the Great and Powerfull. E também há coleções inspiradas em Alice in the Wonderland.

 

E esta aqui, Carlota, que vai ser lançada amanhã, 4 de setembro, pela MAC.

É a coleção da Marge Simpson, que a Mac Collections anunciou no Twitter.

 

Site Meter

publicado às 09:34


1 comentário

De miak a 04.09.2014 às 01:31

lá, lá, lá, lá. Nem tudo é para mim. Mas Oz...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D