Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A MULHER QUE VENCEU DON JUAN

por LA DIVA, em 14.12.14

São três as personagens principais, de fundo donjuanesco: um cirurgião plástico que procura nas mulheres a vingança de um passado tenebroso; um “serial lover” que recalca tantas pulsões proibidas e uma mulher, Joana, que coleciona namorados de amigas.

 

Os três serão vencidos, cada um merecendo o seu castigo histórico. Como?

 

Vamos ler?

Vamos saber como a protagonista, Sara Dornelas, escapa da morte e encontra o amor?

 

O livro está à venda por €19,50, mas é fácil encontrá-lo com 10% de desconto, na FNAC, na BERTRAND ou no CONTINENTE.

 

Digam-me depois o que acharam.

Vale refletir sobre o assunto?

 

Beijo da DIVA.

A Comunidade Internacional assinalou no passado dia 25 de Novembro o dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres.

 

Não vale a pena fingir que não precisamos de marcar nas nossas agendas este dia. Basta olhar para os números da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV). De 2000 para 2011, o número de vítimas de crimes de violência doméstica que recorreu a esta Associação foi de 76582. Em 2011, último ano a que corresponde a publicação dos registos, os casos foram de 6737.

 

Assustador, não é? www.apav.pt/vd.

 

Os agressores são de todas as idades, embora muitas vezes a APAV não consiga apurar nem a identidade, nem a idade dos agressores porque as mulheres que recorrem ao Apoio prestado pela APAV ou não fornecem esses dados ou os desconhece. No entanto, os dados disponíveis apontam para uma maior incidência na faixa etária entre os 26 e 45 anos. Os crimes, perpetuados, na maioria dos casos, pelo cônjuge ou companheiro, são variados, desde o abuso sexual à subtração de filhos menores ou à pressão ou violência psicológicas.

 

Há, por isso, muitos motivos para não deixar de alertar para esta terrível e monstruosa realidade sociocultural. A APAV assinala o dia com uma Campanha de sensibilização e poderá ver as imagens, concebidas pela agência LINTAS, numa parceria “numa parceria mecenática, contando com o apoio da Ignition Ativism, ao nível da ativação de meios. Esta campanha participou no concurso internacional Create 4 the UN - "SAY NO to Violence Against Women", promovido pela ONU, sendo selecionada como uma das 15 melhores campanhas”.

 

Pode ver as imagens desta campanha aqui: http://apav.pt/apav_v2/index.php/pt/e-media/campanhas

 

Para ASSINALAR este dia,

 

comecei a ler um livro que aborda precisamente esta temática, sob a perspetiva do mito do Don Juan.

 

“A Mulher que Venceu Don Juan” é um livro da autoria de Teresa Martins Marques, que começou por ser escrito sob a forma de folhetim num blog, inspirado em acontecimentos reais.

 

Recentemente, a autora viu a obra ser aprovada para leitura recomendada no ensino secundário.

 

don juan.jpg

 

Mas de que trata “A Mulher que Venceu Don Juan”?

 

É a história de uma mulher igual a todas nós, Sara DORNELAS, que se vê confrontada com um mítico Don Juan, moderno e narcisista, que também reconhecemos em tantas homens e em tantas relações afetivas nossas conhecidas.

 

don juan 2.jpg

 

Site Meter

publicado às 16:48



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D