Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


POR QUE NOS EMBOLACHAMOS?

por LA DIVA, em 04.11.14

Se uma marca de bolachas como a PROALIMENTAR deixasse à porta de casa um caixote de bolachas fonte de cálcio e ferro, com 5,6 % de arroz e trigo tufado e, digamos, 12,6% de sementes de Sésamo...

 

Julgam que a Diva as comia todas? Assim de uma só vez?...

 

CREDO! Que pavor!

 

Para ficar gorda e volumosa?

 

Claro que NÃO!

clip_image002.jpg

O que a DIVA faria era agradecer, com o seu maior sorriso, à marca tanta generosidade. E, depois, trataria de se equipar e ir lá para fora fazer jogging. Levava um pacote, que tem dentro 3 (apenas 3) bolachas e, vá lá, no final da corrida, tinha direito às 3 com um pacote extra.

 

Sim, a essas comia-as!

 

O resto das bolachas ia generosamente distribuindo pelos transeuntes.

Aos mais tristonhos, dava-lhes 1X2 pacotes. Às crianças, 1X3 pacotes. E assim por diante. TODOS iam ficar felizes, e não apenas a barriga da DIVA, mas também o coração.

 

Acham que ia comer caixotes de bolachas como muitas raparigas giras fazem?

 

Não conhecem a DIVA!

Mas DEVIAM!

Site Meter

publicado às 11:36

BATE, BATE, CORAÇÃO DE MANHATTAN

por LA DIVA, em 04.11.14

A zona sul de Manhattan já vibra, pelo menos de expectativa. Talvez um dia o mundo se choque ao ver uma extravagante semana da Moda Manhattan, em Nova Iorque, precisamente naquela parte onde ficavam em tempos as Torres Gémeas, na baixa da cidade.

 

Talvez se incomode por a memória da morte ser desafrontadamente desafiada pelo luxo, o brilho e o ruído que sempre giram em volta da alta costura e das lojas sofisticadas.

 

Mas não há que enganar. Só muda a cor e o ar de festa permanente, porque o resto é negócio que vale milhões para a economia de qualquer país que se preze.

 

 

O gigante Condé Nast já está a ocupar uma parte importante do espaço que foi outrora o do coração da alta finança. A toda poderosa e glaciar Anna Wintour, há anos editora da VOGUE norte-americana, vai mudar-se para um 25º andar com toda a equipa. Um pouco mais acima, no 41º andar, instala-se Graydon Carter, da VANITY FAIR.

 

A ideia dos promotores do espaço, que em 11 de setembro de 2001 feriu de morte o mundo ocidental, é preenchê-lo de GLAMOUR, emocional e intelectual. Ninguém melhor que designers de moda e artistas para o conseguir. PARIS dos anos 1920 será sempre lembrada pela genialidade dos artistas que nela encontraram uma espécie de pátria da arte.

 

clip_image002.jpg

Todas as lojas e marcas de luxo da 5ª Avenida esgrimem agora por um espaço igualmente nobre na nova zona in. Os designers já trabalham com os materiais que melhor conhecem: os sonhos. É bem possível que algum se lembre de uma coleção inspirada na tragédia. Mas, tragédia e comédia sempre foram os temas privilegiados na arte quando trata a refletir sobre a condição humana.

Seja como for, o mundo segue o seu rumo. Direito ou torto, essas linhas já não são destes costureiros, nem dos alegres habitantes do novo coração de Manhattan.

 

clip_image002.jpg

 

Se nunca viu, aproveite para prestar a sua homenagem a Manhattan, com o filme de Woody Allen. Realizado em 1979, esta comédia romântica com música do fabuloso George Gershwin vai levá-la a uma Manhattan muito especial e romântica, que não esquecerá tão depressa.

 

http://youtu.be/0o6QKpNK9Cc

 

 

Site Meter

publicado às 10:52

MÁSCARAS ANTI-POLUIÇÃO NA MODA PEQUIM PRIMAVERA-VERÃO 2015

por LA DIVA, em 03.11.14

Não vamos querer experimentar estas máscaras, pois não?

 

A semana da Moda Pequim terminou há poucos dias, mas a coleção QIAODAN de roupa desportiva, do designer de moda Yin Peng, pode ter já vislumbrado o futuro próximo nos países industrializados.

 

O uso de máscaras em dias de maior densidade da poluição atmosférica é uma medida cada vez mais recorrente para os habitantes de Pequim, uma das cidades com os maiores índices de poluição atmosférica do mundo. O designer chinês levou a necessidade mais longe e incorporou as máscaras antipoluição com a maior naturalidade na sua coleção de roupa desportiva, para a próxima estação Primavera-Verão 2015.

Dias antes, tinha tido lugar a 34ª Maratona Internacional de Pequim, com partida da Praça Tiananmen. Muitos atletas foram obrigados a desistir da corrida, ainda muito antes do fim, por causa de problemas respiratórios decorrentes do elevado índice de poluição atmosférica desse dia. Muitos outros correram com máscaras antipoluição.

Gostava de viver num mundo onde estes acessórios fossem apenas isso:

Extravagantes acessórios de moda, e

Não assustadores respiradouros antipoluição.

clip_image001.jpg

Fotos REUTERS/STRINGER

 

clip_image002.jpg

 Fotos REUTERS/STRINGER

 

clip_image001.jpg

Fotos REUTERS/STRINGER

 

clip_image001.jpg

Fotos REUTERS/STRINGER

 

clip_image002.jpg

Fotos REUTERS/STRINGER

Site Meter

publicado às 10:50

SOS HIDRATAÇÃO - DEPOIS DA FESTA

por LA DIVA, em 03.11.14

Áspera, seca e baça, a pele está em modo de protesto após a noite de festa.

É segunda-feira e o humor ainda não se decidiu pelo tom do dia, mas temos de voltar a mimá-la, porque, muito provavelmente, é a sua forma de protestar, de dizer o quanto a desidratámos nas últimas horas.

 

Agora não há é muito tempo para o mimo, não é?

 

Mas enquanto não se decide, e antes mesmo de começar a pensar nas cores que vai usar hoje, há que estabelecer duas ou três prioridades.

 

clip_image002.jpg

 

1- Limpe o rosto com uma espuma ou gel para peles sensíveis.

 

O SUBLIME & SUAVE, para peles sensíveis ou secas, da L’OREAL, é perfeito para uma manhã SOS de segunda-feira.

clip_image002.jpg

 

Não agredirá a pele sensibilizada e desidratada do rosto e cumprirá a promessa de lhe devolver suavidade e frescura.

 

 

2- Aplique a emulsão HYDRA FRESH, com a ponta dos dedos, até a pele absorver cada molécula.

clip_image002.jpg

 

Olhe-se ao espelho agora.

Ficou ou não a irradiar a sua LUZ novamente?

 

3- Beba água ao longo do dia, em pequenas porções.

 

clip_image002.jpg

 

BEBER ÁGUA é a única forma de restabelecer o equilíbrio hídrico natural da pele e de todo o organismo.

 

A água é a sua fonte de beleza. Não se prive dela!

Site Meter

publicado às 10:35

BLOODY MARY

por LA DIVA, em 31.10.14

SE sair, hoje à meia-noite, não perca o sapatinho, que é um LOUBOUTIN infernalmente sedutor, e fique para experimentar um BLOODY MARY.

1.jpg

Mas, se preferir antes preparar em casa um BLOODY MARY digno de uma noite das BRUXAS, aqui fica a terrível poção sanguínia:

 

Pode aproveitar para experimentar agora o melhor molho inglês do mundo, o Lea & Perrins Worcestershire Sauce.

2.jpg

Tempo de preparação do BLOODY MARY: 2 minutos

 

INGREDIENTES:

Cubos de gelo q.b.

90ml de sumo de tomate

60ml de vodka

5 colheres (ou mais, conforme o gosto) de Lea & Perrins Worcestershire Sauce

uma pitada de molho de pimenta

uma pitada de sal

Talo de aipo

Meia rodela de lima

 

 

MISTURE os ingredientes no copo misturador. Deite num copo de vidro alto coberto com muito gelo. Guarneça com meia rodela de lima e um talo de aipo.

 

ET.... VOILÁ!

3.jpg

Beba com responsabilidade e tenha uma noite TERRIVELMENTE divertida!

Site Meter

publicado às 15:08

I MARRIED A WITCH 1942 VERONICA LAKE, A ARTE DE ENCANTAR

por LA DIVA, em 31.10.14

1.jpg

Verónica Lake, a Diva de Hollywood que protagonizou, em 1942, a comédia romântica sob a direção de René Clair, I Married With a Witch, continua a enfeitiçar-nos com glamour.

2.gif

É uma rapariga como qualquer uma de nós, com os seus truques, sempre bem intencionados,

porque, às vezes,

3.jpg

Eles não percebem nada,

 

4.jpg

E, então...

 

5.jpg

 

É preciso escutar o que têm para nos dizer.

 

Hoje, à noite, caso não seja apanhada pela carruagem fantasma que vai assombrar o metro da cidade, se preferir ficar em casa, pode sempre rever I Married With a Witch.

 

Eu enfeitiço-me sempre com esta história tão antiga que começa em Salém, há mais de 300 anos, quando Jennifer e o pai, acusados de bruxaria pelo reverendo da cidade, são condenados à fogueira. Jennifer lança uma maldição que recai sobre todos os membros masculinos da família de Jonathan Wooley, o reverendo puritano da cidade de Salém.

 

O que acontece, três séculos mais tarde?...

6.jpg

Claro que sim, uma história de perdão e amor.

 

7.jpg

 

Veja aqui o trailer e INSPIRE-SE.

 

A ARTE é de encantar o coração.

 

http://youtu.be/YJpxVbzzZt4

Site Meter

publicado às 14:58

EU E AS MINHAS SKINNIES

por LA DIVA, em 31.10.14

Esta pode bem ser uma relação duradoura, se escolhermos o par ideal para a nossa silhueta.

1.jpg

As calças estreitas, terminando um palmo acima do tornozelo regressaram às catwalks. Já nos habituámos a associá-las a uma ideia de versatilidade. Resta-nos agora experimentá-la.

 

É certo que se adaptam a qualquer estilo. Mais: são ferramentas preciosas na composição do estilo pessoal. Porém, há sempre que avaliar o que vemos.

 

Os corpos magros das modelos das passerelles são a hidráulica do mecanismo que dá vida à fantasia.

2.jpgSemana da ModaMilão 2014

 

Na transição do conjunto de que gostamos para o corpo que temos há que fazer acertos. Por exemplo, as proporções. Podemos ter uma cintura bem mais sexy que a maior parte das modelos das passerelles, mas sermos mais baixas, ou bem mais generosas de curvas. E as criações dos designers são impiedosas. Se não nos ficam bem, será difícil convencer os outros do contrário.

 

Olhe sempre para os pequenos pormenores.

Observe-os.

Depois, adapte-os à sua personalidade.

Ao seu corpo.

A elegância é SUA, não é da roupa, mesmo que seja a roupa desenhada por um Mago da Moda.

 

Inspire-se nos modelos que lhe mostro e recrie-os à sua medida.

É o que fazem todas as Divas.

As possibilidades de recriação são quase infinitas. Mas, não esqueça, os pormenores são importantes.

 

Comecemos pelas bainhas.

 

Podem ter uma pequeníssima dobra, mas devem deixar uma porção de canela à vista. Se os seus tornozelos são bonitos, abuse deles sem piedade. Mostre-os descaradamente.

3.jpg

Com sabrinas ou com botas curtas (ankle boots) e blusão de pele,

 

4.jpg

Com sapatos de saltos altos e meia curta e um blazer,

5.jpg

Com clutch ou mala de mão, para um estilo mais profissional,

6.jpg

Com camisola curta, para um estilo mais descontraído, ou

7.jpg

Um top sob um casaco de malha e uma echarpe em volta do pescoço como um colar,

para um estilo mais casual,

 

As skinnies adaptam-se a qualquer estilo.

E podem realçar a sua silhueta se aprender a explorar os seus pontos fortes, disfarçando aqueles de que não gosta.

 

Por exemplo, que fazer se as ancas lhe parecem demasiado largas? Ou demasiado estreitas?

Não se preocupe, há solução. Voltaremos a este assunto muito em breve.

Site Meter

publicado às 09:40

EDWARD STEICHEN, O FOTÓGRAFO DAS PRIMEIRAS DIVAS DA MODA

por LA DIVA, em 30.10.14

steichen.jpg

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

 

Quando, na fotografia de moda, identificamos glamour e sonho, estamos nelas a reconhecer ainda a intemporalidade da marca do primeiro fotógrafo de moda, Edward STEICHEN. A história de vida deste fotógrafo não é única nas artes, nem tão pouco num país que, como os EUA, é o maior exportador de sonhos do mundo.

Por detrás das narrativas de sucesso de cada artista nos EUA, há sempre uma história de imigração. Mas, ao contrário do que se pensa, as suas raízes não se fixam em terra, no solo estrangeiro que pisaram pela primeira vez. Enraízam na matéria dos sonhos e, para o bem e para o mal, é por meio deles que daí migram para todos os cantos da imaginação de cada um(a) de nós.

Edward STEICHEN exemplifica na perfeição esta narrativa dourada do sonho americano, que continua ainda hoje a assombrar-nos. Em 1923, depois de abandonar a fotografia artística, e sem adotar a perspetiva em voga da fotografia como documento, Steichen abraça uma nova linguagem: a fotografia comercial.

A partir daí, e durante quase vinte anos, enquanto diretor de fotografia das publicações Condé Nash, e fotógrafo das estrelas de cinema e da moda, Steichen cria e recria, vezes sem conta, o ideal do luxo e do glamour. Os modelos, de Coco Chanel a Charlin Chaplin, de Gloria Swason a Marlene Dietrich, passando pelas figuras emergentes da moda dos loucos anos 1920, convertem-se em ideias de beleza estampados em revistas brilhantes e sedutoras como a VOGUE ou a VANITY FAIR.

São algumas destas fotografias icónicas, que fizeram as capas glamorosas e preencheram as páginas destas revistas de moda, entre os anos 1923-1937, e que pertencem ao arquivo das Condé Nast, que estão agora em exposição, na Photographers’ Gallery, em Londres, entre 31 de outubro de 2014 e 18 de janeiro de 2015, depois de já terem passado pela Austrália, o Luxemburgo ou Espanha.

 Aqui, deixo-vos algumas destas fotografias, todas publicadas por cortesia da Condé Nash Archive. Observem como hoje, em tantas das poses que, nos modelos de moda, identificamos com glamour e elegância, é ainda a linguagem fotográfica de Edward Steichen que nos olha de frente.

2.jpg

 

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

 

3.jpg

 

On George Baher's yacht 1928

gelatin silver photograph

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

 

4.jpg

 

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

 

5.jpg

 

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

 

6.jpg

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

 

7.jpg

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

 

8.jpg

Courtesy Condé Nast Archive

© 1928 Condé Nast Publications

Site Meter

publicado às 15:06

BOTAS PELO TORNOZELO LOUBOUTIN SEM PREÇO...PORQUE OLHAR NÃO CUSTA NADA

por LA DIVA, em 30.10.14

Christian LOUBOUTIN. No singular universo da moda, este é um nome e não há estrela que prescinda do brilho próprio que dele emana.

 

Deixo-vos, para inspiração, alguns exemplos de botas-pelo-tornozelo, ankle boots em língua inglesa, assinadas pelo genial criador.

 

clip_image002.jpg

 

Há, no entanto, que ter algum cuidado na escolha se a sua silhueta for do tipo torso longo & pernas curtas. Neste caso, evite usá-las com saias curtas, porque tendem a encurtar ainda mais a sua silhueta.

 

Se achar que está com uns quilos a mais, que pode sempre tentar eliminar com exercício físico e alimentação correta, evite-as também. Não a vão favorecer. Se, mesmo assim, fizer questão de as usar, bom... deixe ver... pode sempre tentar o truque do ‘desvio do olhar’. Obrigue as suas amigas a olharem para a mala, o colar ou os brincos. Assim, ganha tempo e diverte-se a perceber para onde, na verdade, as nossas amigas olham.

 

clip_image002.jpg

 

Com calças, já poderá usá-las à vontade. Até mesmo estas, de salto baixo com discreta cunha.

 

clip_image002.jpg

 

Se quiser parecer mais alta, as botas de salto alto são sempre indicadas. Mas avalie, primeiro, o impacto que os saltos poderão ter na sua coluna ou no modo como se movimenta. Nesse caso, os saltos compensados são uma excelente alternativa, sem prejuízo da elegância.

 

Escolha cuidadosamente a cor quando chegar o momento da compra. Aprecie sem receio todos os pares que achar bonitos. É para isso que existem as montras. Em seguida, imagine-se calçada com cada um dos pares que observou. Usá-los-ia todos os dias? Se sim, então comece a experimentar o primeiro. Vá declinando os que a fazem ‘torcer o nariz’ frente ao espelho, até restarem só dois pares.

 

Peça conselho à vendedora, mas esqueça-o se perceber que ela ainda percebe menos do assunto que você.

 

E não se importe de a maçar. Se for boa vendedora, é isso mesmo que ela deseja, poder servi-la de modo a que volte sempre à loja.

 

clip_image002.jpg

 

clip_image002.jpg

 

Finalmente, com os dois pares nas mãos, ou nos pés, um par de cada vez... não se decide, não é? Não faz mal, é sempre assim! Um-dó-li-tá.... fica este... & este também. Não?! Está bem... dos dois, escolha então o primeiro.

 

 Já está!

 

Agora, é só decidir-se com o que as vai usar:

 

Site Meter

publicado às 10:53

RABIOSKES XL... ONE SIZE FITS ALL - PROBLEMA RESOLVIDO?

por LA DIVA, em 30.10.14

A marca portuguesa de Jeans TIFFOSI lança esta quinta-feira uma versão One size fits all, que servirá a todas as mulheres.

 

Promessa: colocamos uma nota numa máquina automática, que devolve o troco, e recebemos um par de jeans inteligentes, que se adaptam às pernas como uma luva.

Gostamos de promessas cumpridas. Vamos ver se servem ao nosso guarda-roupa?

 

Podem ver o anúncio aqui.

http://youtu.be/wA1DO9BMe-M

 

 

Site Meter

publicado às 10:36


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D